INOAR EUROPA E PRÊMIO ESQR 2018

Inocencia recebendo o premio

Além de receber o Prêmio da ESQR – European Society for Quality Research, que tem como objetivo promover a consciência da qualidade e reconhecer boas práticas de gestão nas empresas, à INOAR Cosméticos também inaugurou oficialmente a INOAR Europa, com sede em Lisboa, Portugal. Onde terá um Centro Técnico e de Treinamento para os distribuidores e cabeleireiros profissionais. E até 2020 inaugurará uma fábrica no país buscando expandir operações na Europa, Ásia e África.

Receber o prêmio neste momento é muito importante, pois, além do reconhecimento pelo nosso compromisso excepcional com estratégias da qualidade e investimento em boas práticas, estamos dando mais um passo com à inauguração da INOAR Europa.  Conseguimos dobrar de tamanho nos últimos anos, enquanto o Brasil enfrentava forte recessão. E continuamos firmes em manter a nossa presença internacional forte – atualmente exportando para mais de 40 países.

Baseada em princípios de responsabilidade social e ambiental com crescimento sustentável, respeito à vida, aos indivíduos e diversidade, nossa marca se sente encorajada para seguir em frente, maximizando excelência e qualidade em todos os seus processos.

Estamos crescendo com paixão, empoderando e incluindo pessoas, principalmente mulheres de baixa renda, no Brasil e muitos outros países onde enfrentam obstáculos para suas realizações. Acreditamos que com autoestima elevada é possível transformar à vida. Tudo isso a empresa faz com inovação contínua, acompanhando desejos e às necessidades do mercado, que é bastante dinâmico. Este é o jeito INOAR de construir e consolidar à marca. Veja mais na entrevista em Portugal.

 

 

Inocência Manoel – Fundadora INOAR Cosméticos, Diretora de Marketing e de Inovação da empresa.

MINHA MÃE: A FORÇA DA SUPERAÇÃO

DIA DAS MAES - Inocência blog
https://sagradoser.com/sagrado-feminino.html

Lembro de minha mãe em uma luta diária, em todos os sentidos. Luta diária para nos alimentar, nos proteger, trabalhar e ainda lidar com o preconceito. Afinal, criar 7 filhos sozinha não é para qualquer um. Mas, tinha uma força e disposição incomensurável, que mesmo atravessando tempestades de todo o tipo, nunca perdeu sua altivez. Sua integridade.

Ainda quando criança nos levava passear, sempre com vestidos até o joelho, mangas ¾, floridos ou lisos, cintura bem marcada, sapatos médios. Era uma mulher muito bonita, com força de caráter, assumindo sempre suas posições. Gostava de música e de dançar. Era feliz apesar dos problemas.

Como era desquitada, num tempo onde havia muito preconceito com tal condição feminina, sofria com comentários maldosos. Os ataques eram velados, de desprezo. E infelizmente, na grande maioria, vinham de mulheres, que deveriam ser às primeiras a aplaudir àquelas que lutam por direitos e liberdades. Só que não. A grande maioria de mulheres vai condenar outras que são mais ousadas, ou que ocupam lugares de destaque, de poder.

Minha mãe amava à família e era contrária a separações: “Separação só em último caso, quando se esgotam todas às possibilidades de viverem juntos.”  Mas, não abria mão da independência financeira. Seu discurso, às filhas mulheres, sempre foi: “eu quero que vocês estudem, trabalhem, sejam independentes e nunca dependam de um homem. Se quiserem casar, casem. Mas, escolham com quem vão casar para que suas vidas nunca dependam de um homem. Casem por amor, por que gostam da pessoa, mas nunca sejam um peso na vida de ninguém. Nunca permitam que alguém pise na cabeça de vocês. Casando, sejam boas esposas, porém sem dependência do marido. O marido não tem que comprar roupas íntimas, isso ou aquilo. Vocês têm que ter o dinheiro para se manterem.

Ontem recebi um Prêmio no European Awards for Best Practices 2018, em Bruxelas/Bélgica, por boas práticas da INOAR Cosméticos. Quando subi ao palco levei comigo minha mãe e meu pai, por tudo que fizeram para que eu chegasse até ali. Meus avós que vieram muito pobres de Portugal para o Brasil, atravessando mares distantes, cheios de incertezas, mas com muitos sonhos na bagagem, e muita fé na vida.

Essa fé na vida, integridade, alegria de viver e coragem para enfrentar desafios de qualquer natureza herdei de minha mãe. De meus pais, de meus antepassados. Obrigada minha mãe. TE AMO e SEMPRE TE AMAREI.

 

Inocência Manoel – Fundadora INOAR Cosméticos

The European Awards for Best Practices 2018 Convention – Bruxelas (Bélgica)

PHOTO-2018-05-12-18-00-51

Hoje, 12 de maio, aqui no European Awards for Best Practices 2018, Hotel Le Plaza em Bruxelas, recebi um dos mais importantes prêmios da minha vida para INOAR, empresa da qual sou fundadora.

A European Society for Quality Research (ESQR) é uma organização com sede em Lausanne na Suíça, que promove as boas práticas de gestão premiando empresas de diferentes segmentos na Europa, Ásia, Américas, África e Austrália.

Na sessão da manhã discursos dos participantes de empresas, administrações públicas e organizações, apresentando e compartilhando suas conquistas. Agora à noite, Cerimônia e Jantar de Gala, onde comemoramos muito. Por isso quis compartilhar com todos vocês.

O investimento em boas práticas é uma constante desde a criação da INOAR. Nosso forte crescimento orgânico só foi possível porque investimos muito em todas as áreas.

Um evento maravilhoso, um prêmio gratificante. Foi uma honra estar entre os melhores do mundo em qualidade, em tempos onde tudo ficou muito igual. É de uma grandeza ímpar.

Agradeço profundamente aos meus pais que me deram à vida. Sem eles, nada disso seria possível. Agradeço também aos amigos que me apoiam em tempos de sol e de tempestade. Agradeço à equipe da INOAR, que dedicadamente trabalha para este tipo de resultado. Mas, agradeço principalmente a Deus, que só tem cumprido sua promessa na minha vida. Muito obrigada.

 

Inocência Manoel – Fundadora INOAR Cosméticos

 

 

 

A FLORISTA

floristas
Foto de Inocência Manoel

 

As floristas são mães trabalhadoras, que dão duro para garantir o sustento de suas famílias. Floriculturas são comuns nas ruas de Lisboa e, na grande maioria, gerenciadas por mulheres.

Portugal é um grande produtor de flores de corte e plantas envasadas. Mercado que rende em torno de 500 milhões de euros por ano. Segundo dados de 2017, cerca de 10 a 20% da produção é destinada à exportação, principalmente à Espanha e Holanda. Enquanto às plantas envasadas vão para França, Inglaterra e Itália.

A floricultura é um dos setores agrícolas que mais gente emprega e durante todo o ano. São gerados cerca de cinco mil postos de trabalho diretos em todo Portugal.

Que as flores sempre possam alegrar nosso dia-a-dia com suas cores, variedades e texturas.

 

Inocência Manoel – Fundadora INOAR Cosméticos

LUXO É AJUDAR OS MAIS HUMILDES

marcas de luxo
AS 10 MARCAS DE LUXO MAIS QUENTES DO MOMENTO

Marcas de Luxo no segmento de acessórios também podem auxiliar na realização de projetos sociais. Logo saberão de mais uma ação nacional do Beleza Solidária, braço social da INOAR Cosméticos, envolvendo grandes marcas de luxo.

Investimentos na casa dos R$ 2,5 milhões fazem do Beleza Solidária uma referência no empoderamento de mulheres de baixa renda, a partir de curso profissionalizante de cabelereira, na perspectiva de qualificação e gestão de seus próprios negócios. Desde 2017 o Beleza Solidária também vem realizando cursos de barbeiro profissional, nível básico. Desse modo tem buscado contribuir na melhoria das condições de vida de centenas de famílias no Brasil e exterior, principalmente na África.

Que as marcas de luxo sempre obtenham sucesso para que possamos continuar ajudando pessoas mais humildes no acesso aos bens da vida, como à água, por exemplo.

A matéria que inspirou tal texto pode ser vista no link: https://universomovieforward.com/2018/05/07/ranking-aponta-as-dez-marcas-de-luxo-mais-quentes-do-momento/

 

Inocência Manoel – Fundadora INOAR Cosméticos

AS NOVAS PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 4.0

NERSANT portugal

O trabalho formal está sendo reduzido em velocidade muito rápida e a previsão é que até 2.020 acelerem às mudanças organizacionais. Isso ocorre devido ao impacto da robotização e digitalização de processos, que eliminarão milhões de empregos em vários países e regiões do mundo, como já vem falando o Fórum Econômico Mundial desde 2016.

Muitas profissões vão deixar de existir, mas podem ser criadas outras que envolvem inovação, tecnologia, cloud, cibersegurança, big data, robotização, digitalização e cientistas dos dados. Estas são algumas das conclusões do Workshop Get Innovation promovido pela Associação Empresarial da Região de Santarém e o Instituto Politécnico de Santarém (IPS) buscando maior aproximação a nova realidade da indústria 4.0.

Aos interessados vejam o link que segue: https://omirante.pt/sociedade/2018-05-05-Workshop-Get-Innovation-mostrou-necessidade-de-novas-profissoes

 

Inocência Manoel – Fundadora INOAR Cosméticos

Enquanto morar for privilégio ocupar é um direito

Incêndio Edificio Wilton

Essa máxima utilizada pelos trabalhadores sem teto que ocupam edifícios vazios é também uma consequência lógica da desigualdade social que assola o país. Na maioria das vezes esses edifícios estão vazios, por muito tempo, para especular com a subida de preços do mercado imobiliário. Realmente precisamos refletir sobre o problema: ele está nas ocupações ou  as ocupações são  consequência de um problema maior que é a especulação imobiliária?

Tal realidade foi denunciada pela máxima autoridade das Nações Unidas para assuntos de moradia e populações sem teto, a Doutora Leilani Farha.

A advogada canadense disse que o incêndio que derrubou o edifício Wilton Paes de Almeida, próximo  ao Largo do Paysandu, centro de São Paulo,  na madrugada do  1º de maio, “causa tristeza, mas  não surpresa”. Para ela “quando governos em nível federal e local fracassam em implementar o direito de moradia, grandes tragédias e mortes acontecem”.

Concordo com ela. A especulação imobiliária incentivada, e muitas vezes patrocinada pelos atuais governantes (Federal, Estadual e Municipal) exclui muitas pessoas do direito básico (e constitucional) da moradia, produzindo tragédias humanas como a que vimos no dia 1º de maio.

Pesquisei sobre o tema e o número de pessoas sem casa no mundo todo está crescendo e criando um problema muito sério de insegurança humana. No Brasil isso é muito grave, existem 6,6 milhões de pessoas sem moradia (a população inteira de um país como a Nicarágua, por exemplo) e paradoxalmente existem mais de 7 milhões de casas ou edifícios vazios. Ou seja, muita gente sem casa e muitas casas sem gente. É um problema sério para que reflitamos.

Acho que a especulação imobiliária tem muita culpa nisso tudo, já que o aumento do preço dos imóveis exclui justamente as pessoas com baixíssima renda que não podem pagar tais valores. Já pensou uma mulher com trabalho precário ou subemprego, que é a imensa maioria dos brasileiros, pagar por um apartamento de 100 mil ou 1 milhão de reais? Tem algo errado aí, não é?

Por isso sou solidária com as vítimas desse incêndio que ainda está sendo investigado, mas há indícios de que  não foi um acidente. Vamos acompanhando.

Falando em investigação, pergunto qual o resultado das investigações do assassinato da Marielle, dos tiros à Caravana do Lula e da tentativa de assassinato no acampamento em Curitiba, com munição exclusiva do exército e da Polícia Federal?

Investigações e sentenças neste País parece que só são rápidas para condenações sem provas, mas com muita convicção…

Aos interessados, sugiro a leitura da matéria sobre a declaração da representante da ONU: http://www.bbc.com/portuguese/brasil-43987258